http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/189139banner1.jpglink
http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/749932banner2.jpglink
http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/414428banner3.jpglink
http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/649328banner4.jpglink
http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/847684banner5.jpglink
http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/850105banner6.jpglink
http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/257256banner7.jpglink
http://missionarias.boanova.pt/components/com_gk3_photoslide/thumbs_big/855092banner8.jpglink
A Missão no coração da vida

A Missão, na sua expressão concreta revela-se no âmago da vida.

A Missão não é falada mas sim vivida, com as mãos e o coração de Cristo. Lá onde a vida está mais ameaçada, o missionário procura injetar vida e esperança. Nas situações de morte, procura o rosto sofredor da mulher marginalizada, dos abandonados e sofredores da rua, dos africanos, do trabalhador, dos esfomeados sem teto que os obriga a roubar para sobreviver e por isso serão presos.

A missão faz-se irmã e solidária com os últimos da história. Dá consolação e libertação, e convida a assumir com fé e esperança o próprio destino. É feita de amor e compaixão pela situação em que milhões de oprimidos e marginalizados se encontram.

É amor que se torna “próximo” daqueles que não contam para restituir-lhes a vida. “Deus amou tanto o mundo que lhe deu o seu Filho Único para que quem n´Ele acreditar, não morra, mas tenha a vida eterna”.

Que Maria, a de Nazaré, que experimentou o amor entranhável de Deus pelos mais pobres, pequenos e famintos, assim o proclamou no seu “Magnificat”, nos ensine a viver como Ela, para sermos verdadeiramente missionários(as).

Glória Fernandes

 
 

 
 
 
 
Share